6 Passos Para Turbinar as Vendas dos Seus Artesanatos a Partir de Hoje

Tempo de leitura: 11 minutos

Você já pensou em transformar o seu hobby em um verdadeiro negócio? E se você tivesse a oportunidade de vender as suas peças para pessoas que amam esse tipo de trabalho e valorizam o que você faz? Seria algo formidável, não é mesmo? Pois nesse post eu vou te falar quais são os 6 passos básicos que você deve seguir para turbinar as suas vendas, mesmo que você nunca tenha vendido nada. Pode ser que você já tenha iniciado, mas não está tendo o sucesso esperado. Então esse post vai servir para você revisar o que está fazendo, verificar se está seguindo os passos certos para alcançar os seus objetivos.

Eu iniciei nesse ramo vendendo artesanato mineiro pela internet no ano de 2007. No início tudo foi bastante complicado, pois naquela época vender pela internet era bem mais difícil do que é hoje e eu não tinha muito conhecimento sobre o assunto. Ao criar a loja virtual em parceria com um amigo, eu percebi que vender não era algo tão fácil, exigiria muito trabalho e estudo. Os primeiros meses foram de pouco resultado, chegamos até a pensar em desistir várias vezes, mas continuamos o trabalho. Depois de algum tempo começamos a fazer as primeiras vendas e pouco tempo depois já estávamos faturando cerca de R$ 2.000,00 por mês de forma recorrente.

Como eu já percorri esse caminho de venda de artesanato pela internet, posso te dar muitas dicas, que vão fazer o seu caminho mais tranquilo. Para facilitar tudo, eu criei uma metodologia com 6 passos que fazem parte do meu curso Clube do Artesão de Sucesso e que se seguidos de maneira adequada, vão aumentar e muito a sua chance de sucesso nas vendas das suas peças. Cobri todo o processo, desde a criação do seu produto, passando pelas vendas e por fim a fase de pós venda. Acompanhe a seguir os 6 passos:

1 – Escolha do Nicho

nicho

O primeiro passo na sua caminhada para a venda dos artesanatos é escolher o nicho de mercado que você vai atuar. Se você não sabe o que é um nicho de mercado, segue a definição:

Nicho de mercado é a porção específica de um mercado, geralmente uma parte pequena, com necessidades e hábitos específicos e consumidores exigentes. Nicho de mercado é um segmento de público, que muitas vezes suas necessidades não são bem exploradas por grandes empresas.

Escolher o nicho é definir que tipo de clientes você vai atender e consequentemente qual artesanato você vai fazer de acordo com o perfil do seu cliente. Esse é idealmente o primeiro passo, mas muitos artesãos se esquecem dele. Simplesmente não definem o seu público, acham que o seu artesanato serve para qualquer pessoa e na verdade não serve! É necessário saber quem é o seu cliente. São homens, mulheres, casados, solteiros, idosos, jovens? Isso é fundamental que você defina, pois se está trabalhando com determinado público, o seu trabalho deve refletir as preferências dessas pessoas.

2 – O seu produto

produto

Uma vez que você definiu o seu nicho de atuação, é hora de pensar em quais produtos, ou melhor, soluções você vai oferecer para essas pessoas. É importante que você saiba que um produto não é desenvolvido ao acaso, ele nasce para solucionar algum problema ou desejo do seu público alvo e deve refletir as suas preferências. Por isso é tão importante saber claramente quem é o seu público. Se você está trabalhando com homens, não faz sentido fazer peças cor de rosa, super delicadas, não é mesmo? Esse exemplo que eu dei foi bem óbvio só para você entender qual é a ideia.

Procure saber o que o seu público quer e quais são as suas preferências. Conhecer os seus clientes é fundamental para o sucesso, pois assim você vai poder criar algo realmente útil e que seja exatamente o que eles querem comprar. A grande chave para o sucesso é achar um meio termo entre o que você gosta de produzir e o que os clientes querem comprar. Não adianta dar preferência para um lado ou outro, pois você não vai obter êxito. Se faz só o que você gosta, sem se preocupar com os clientes, não vai conseguir vender bem. Já se faz somente o que o cliente gosta e que não te da prazer, o seu trabalho vai ser chato, sem motivação para produzir sempre o melhor.

3 – Posicionamento

posicionamento

Você viu que é importante saber quem é o seu público e depois produzir peças baseado no gosto deles. Agora o próximo passo é saber apresentar o seu trabalho para os clientes, esse também é um ponto que muitos artesãos não fazem da maneira correta. A apresentação do seu trabalho vai definir se o cliente vê valor no que você faz ou não, aqui entra aquela velha questão da valorização do artesanato. Saiba que isso depende mais de você do que do cliente, deve ser algo que deve partir do artesão.

Antes de falar da valorização do seu trabalho, temos que falar da sua valorização. Sim, porque o seu trabalho está diretamente ligado a você, o artesão que produz. Uma peça de artesanato é tão especial porque é feita à mão, por uma pessoa que tem sentimentos e uma história. Então, antes de vender o seu artesanato, venda a sua pessoa, a sua história e suas habilidades. Esse é o grande segredo do sucesso, saber se apresentar e também apresentar os seus trabalhos de uma maneira profissional e ao mesmo tempo cheio de criatividade e originalidade. Conte a sua história, mostre como as peças são produzidas e acima de tudo, se comporte como um profissional. Quanto à apresentação do seu produto, invista na originalidade, em embalagens bonitas, no melhor design das peças e em uma identidade visual que valorize a sua marca. No Clube do Artesão de Sucesso eu falo com mais detalhes sobre tudo isso, dando exemplos de embalagens que você pode fazer, como criar uma identidade visual e muito mais.

4 – Loja

loja

O quarto passo na sua trajetória para montar um negócio bem sucedido diz respeito ao ponto de vendas das suas peças. Você deve investir em uma loja profissional, seja pela internet ou mesmo fora dela. Nesse artigo eu vou dar ênfase às vendas pela internet, então vou falar aqui especificamente de lojas virtuais. Se você estiver perdido nesse assunto, entre para o Clube do Artesão de Sucesso, pois lá eu ensino passo a passo como criar a sua loja.

Uma das primeiras ações é escolher qual plataforma você vai usar para fazer as suas vendas, deve ser um sistema moderno, seguro, fácil de usar, rápido, adequado para acesso por telefones celulares e tablets, com baixas taxas de administração e com um design legal. Mas, não se desespere, sei que são muitos detalhes a serem observados, então já vou logo indicando duas plataformas bem legais:

O Elo7 é um marketplace, ou seja, um site onde vários artesãos vendem as suas peças, como se fosse uma feira livre. É ideal para quem está começando, pois é muito fácil de criar a loja, recebe muitos visitantes e só paga depois que vende. Já a Iluria é um sistema de loja própria, onde você pode montar uma loja exclusivamente sua. Considero essa uma opção um pouco mais avançada, para quem já tem clientes. O custo é bem menor, mas em contrapartida é mais difícil conseguir visitantes para a loja, você tem que fazer todo esse trabalho.

5 – Promoção

promocao

Depois de criar a sua loja, é necessário atrair visitantes até ela. Diferentemente de uma loja física, onde alguém vai passar na rua e ver o seu trabalho mesmo sem você fazer nada, em uma loja virtual você tem que fazer o trabalho de atração de clientes. Se você simplesmente criar a loja e não fizer nada, ninguém vai saber que ela existe e você não vai fazer nenhuma venda! Então é super importante dedicar um tempo para fazer a promoção da sua loja virtual, com o objetivo de atrair pessoas que pertençam ao seu público alvo. Na internet existem basicamente duas maneiras de atrair tráfego (visitantes) para a sua loja virtual: gratuitamente ou pagando.

Quando eu falo de tráfego gratuito, estou falando de atrair clientes sem precisar pagar por eles. Você pode conseguir isso através de redes sociais (como o Facebook) construindo a sua página e criando relacionamento com os possíveis clientes, essa é uma das formas mais poderosas e que geram mais resultado. Também pode conseguir através do posicionamento da sua loja em mecanismos de busca, como o Google ou através de divulgação em fóruns e blogs. Atrair visitantes sem pagar é uma estratégia interessante, mas que ocupa muito tempo. Você vai precisar passar horas fazendo postagens em redes sociais, conversando com clientes ou buscando páginas para divulgar o seu trabalho.

Se quiser fugir do trabalho duro de divulgação, uma boa estratégia é pagar para que pessoas visitem a sua página, isso pode ser obtido através de anúncios na internet. As duas principais formas de anunciar na internet atualmente é através do Google Adwords ou Facebook Ads, que são as plataformas de anúncio do Google ou do Facebook. Você estipula o seu orçamento, público alvo e cria anúncios nesses canais. Toda vez que o seu anúncio é visto ou toda vez que alguém clica nele, você paga um pequeno valor. É uma estratégia que exige menos esforço, traz resultados mais rápidos, mas que se não for utilizada da forma correta pode trazer apenas prejuízos, já que os anúncios são pagos. Se quiser aprender mais detalhes sobre como fazer os anúncios, veja o Clube do Artesão de Sucesso.

6 – Pós vendas

pos-vendas

Depois de vender uma peça, muitos artesãos pensam que o trabalho acabou. Esse é um erro muito grave, que pode acabar com o seu negócio a longo prazo e que vários empreendedores cometem. Você sabia que é muito mais fácil vender para uma pessoa que já comprou de você do que conseguir um novo cliente? Pois então, se alguém comprou de você, ele é um contato muito mais valioso, é uma pessoa que você deve acompanhar de perto, a fim de fidelizar e fazer com que ele compre novamente. Essa é a fase pós vendas, na qual você estreita os laços com o seu cliente.

Nessa fase você deve perguntar se a compra ocorreu da maneira esperada, se o produto chegou corretamente, se a pessoa gostou e se colocar à disposição para qualquer problema que ocorra. E se ocorreu alguma coisa fora do planejado, responda rapidamente o cliente e troque a peça comprada caso seja necessário. Ser gentil e rápido nessas horas é fundamental para encantar o cliente.

Além de enviar mensagens ou ligar após o cliente comprar, é importante manter o contato dele na sua base. Mantenha o nome, telefone, data de nascimento, dentre outros dados básicos. Assim você pode enviar promoções, avisar sobre novos produtos, além de estar sempre em contato para não sair da mente do cliente, para não cair no esquecimento. Uma ótima maneira de estar sempre em contato com clientes é através do e-mail, pois você pode sempre enviar mensagens falando da sua marca. Por isso, mantenha cadastrados os e-mails de todas as pessoas que compram de você e também de eventuais interessados em seus produtos. Assim você pode enviar mensagens sempre que for necessário.

Agora é a sua vez

Esses são os 6 passos básicos para o seu sucesso com a venda de produtos artesanais. Eles são gerais e podem ser aplicados a qualquer tipo de artesanato, seja com tecido, madeira, bijuterias ou qualquer outro. Agora chegou a sua vez de aplicar isso ao seu negócio. Se você ainda não iniciou, pode fazer tudo certo desde o início. Agora se já tem um negócio, pode acertar de acordo com essas práticas.

Se quiser saber mais detalhes sobre cada um dos passos, te convido a conhecer o meu curso Clube do Artesão de Sucesso, clique aqui para mais detalhes.

Desejo toda a sorte do mundo para você.

Comentários

Comentários

Sobre Fernando

O meu nome é Fernando Oliveira e eu sou apaixonado pelo mundo criativo. Em 2007 iniciei a venda de artesanato pela internet e logo descobri um mundo fantástico. Em seguida criei o blog Revista Artesanato, que se tornou um dos maiores sites de artesanato do Brasil. Hoje produzo cursos para capacitar artesãos a fazerem o seu trabalho cada vez melhor.

26 Comentários

  1. HELENA CARDOSO

    Obrigada Fernando por estas dicas importantes. Embora eu não produza em grande quantidade, gostei muito destas informações.
    Deus ilumine sempre sua vida!
    Helena – Itabuna BA

    Responder
  2. marcos sabbion

    VALIOSAS DICAS FERNANDO, AGORA É SO APRIMORAR E CONQUISTAR NOVOS CLIENTES…ABRAÇO

    Responder
  3. Aline

    Estava procurando estas dicas pois tenho interesse em abril um negócio pela Internet. Valeu a pena conferir. Obrigada

    Responder

  4. Prezado Fernando, parabéns pela iniciativa e por colaborar com a concretização dos sonhos de muita gente, fazendo com que o artesão comece ou se aprimore de forma mais profissionalizada. Assim, todos seremos valorizados. Adorei a plataforma Iluria, nunca tinha ouvido falar. Incrível! O meu lema sempre foi: Artesanal não significa não ser profissional. Abraços.

    Responder
  5. rute

    Você é minha inspiração….
    Muito obrigada por tantas informação valiosa e pratica.

    Responder
  6. Marcilene Santiago Pereira da Costa

    Bom dia Fernando!
    Adoro as suas ideias. Assisti à divulgação do seu curso online ao vivo, porém não pude participar dele naquele momento. Faço vários tipos de artesanato e estou super interessada nesse curso, assim que entrar de férias vou me dedicar a ele. Gosto muito de receber seus emails com dicas maravilhosas.
    Muito obrigada por dividir conosco suas ideias.

    Responder
  7. Divino Emanuel

    Oi, Fernando, obrigado pelas dicas. Pretendo pô-las em prática. Até mais!!!

    Responder
  8. Idalina Rocha

    Olá Fernando muito bom este artigo, que bom que você abriu esta página vai ajudar muitas pessoas assim como eu a começar o seu negócio de artesão, que Deus te abençõe. Abraços!

    Responder
  9. graciela gioia

    Claridad, contenido y generosidad! Gracias!!! Un abrazo desde Uruguay,

    Responder
  10. Angela

    Muito interessante suas dicas de como vender artesanato pela internet , apesar de ser artesã ainda não comecei venda pela internet, como estou pensando em partir para este tipo de venda, adorei suas dicas. Obrigada
    Angela Torres

    Responder
  11. sao

    Ola, quero agradecer todas as dicas e ideias, pois tenho gostado muito. Neste momento queria aproveitar o artesanato para fugir ao desemprego em que me encontro, mas este caminho não é muito fácil, mais ainda com a crise em Portugal, mas vou tentando, mais uma vez obrigada pelas dicas.

    Responder
  12. Maria Eliete

    É de grande importância as informações constantes neste site. Quero começar a fazer chinelos para vender e gostaria de saber se pode me dar algumas orientações pra começar, bem como matetial necessário e onde comprar. Agradeço muito seu retorno e ajuda. Abraço.

    Responder
  13. Celso Felipe

    Grato pelas dicas, estou iniciado um projeto de desenvolvimento de peças artesanais e tenho certeza de uma boa parceria em breve !!!

    Responder
  14. Maria Regina Heise

    Fernando,gostei muito de suas dicas,porem meu problema é ter uma produção maior. Com suas dicas preciso me organizar . Muito obrigada e creio que chegarei lá……………..Um abraço Maria Regina

    Responder
  15. Fátima Lucy Bizigatto

    Valiosíssimas suas dicas… Sempre enviando sugestões de trabalhos artesanais das quais aprecio muito. Fiquei sua fã.. Saiba que divulgo também à amigas minhas que curtem artesanato. Obrigada!!!

    Responder
  16. Vânia L Silva

    Bom dia! Fernando gostei muito das suas dicas, espero em breve coloca-las em pratica. Parabéns.

    Responder

  17. Amei a matéria. Já tenho meu site e minha página no Face à algum tempo. Por enquanto, faço minhas artes no tempo livre, pois ainda trabalho fora. Meu maior sonho é sair do meu emprego fixo e fazer do meu sonho, meu negócio e minha única fonte de renda. Às vezes, tenho vontade de desistir, mais graças à Deus, já tenho várias clientes fidelizadas e neste mês, não estou dando conta de todas as minhas encomendas. Tive até que recusar algumas por não ter como cumprir o prazo de entrega. Vou me esforçar em colocar todas essas dicas em prática e assim poder dar adeus do trabalho integral e me dedicar mais ao Ateliê da Pann.

    Obrigada pelas dicas!

    Responder
  18. Débora

    Parabéns pelo artigo, esclarecedor e prático; muito útil!!!
    Gostei também da indicação do tempo de leitura no inicio do artigo, mostra seu imenso respeito pelos seus leitores.

    Responder
  19. Rosalina Rosa Pereira

    Querido amigo. Muito obrigada pelas suas dicas e instruções. Adoro artesanato embora não faça dele um negócio mas estou sériamente a pensar em dedicar-me mais, pois tenho mais tempo livre e adoro. Muito obrigada. Muito sucesso também desejo para o amigo. Sinceramente, Rosalina

    Responder

  20. 1 min atrás Link permanente
    Fernando amo seus comentários , este realmente ajuda bastante,porém não pode ser usado como uma regra ,sabe por que?
    Eu faço lustres com cristais LDI, ASFOUR, Italiano,ou seja vários modelos.
    Mas sabe quem mais me procura para comprar e vir os lustres?
    Homens.
    As mulheres ,alguma apenas, pedem abajour. E até caixinhas de MDF, trabalhadas com tecidos são os homens que mais se interessam.
    Veja o seu exemplo: Fernando e um amigo,não é? rsrsrsrsr No youtube :muitas mulheres,mas cremes, cremes para cabelos,pele…etc…
    Pois é aqui onde eu moro se eu fizesse lustres com esferas , piões ou demais cristais coloridos ,perderia em vendas.Por isso somente trabalho com cristais cristal transparente,com diversos modelos.
    rsrsrsr
    Um abraço!

    Responder
    1. Fernando

      Thelma,

      Muito legal o seu comentário! Por isso que eu digo sempre para entender quem é o seu público alvo, quem é o seu cliente. Muitas pessoas não sabem exatamente quem é o cliente e isso prejudica. As vezes nos surpreendemos ao descobrir quem é o nosso cliente ideal!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>